Qual é a diferença entre Coaching, Mentoring e Counselling?

O Coaching, o Mentoring e o Counselling são três abordagens que procuram potenciar o melhor de cada um de nós.


Em primeiro lugar, o Coaching, segundo palavras de Whitmore (2015), “consiste em libertar o potencial das pessoas, para que consigam aproveitar o seu máximo potencial”.


Nesta abordagem, procura-se aumentar a consciência, a responsabilidade pessoal e a auto-estima individual para que a pessoa ultrapasse os seus próprios limites, aumentando a confiança em si, conectando o “Ser” e o “Estar”. Significa, dotar de recursos a pessoa e motivar a aprendizagem sobre si mesmo e sobre o mundo que a rodeia.


No Mentoring, o que o diferencia do Coaching é que o processo supõe uma aprendizagem explicita sobre temas específicos (Yuste, 2014), uma orientação sobre a área de especialidade do mentor, para que a pessoa tutelada analise e faça uma revisão das suas opções a partir das indicações do mentor ou estabeleça novas alternativas que surgem da interação e conversas com o seu mentor.

A exigência do mentor motiva a pessoa a mover-se para fora da sua zona de conforto e a explorar novas abordagens.


O Counselling, diferencia-se do Coaching e do Mentoring, porque pressupõe que o terapeuta detenha importantes conhecimentos técnicos sobre uma determinada situação, que é útil para quem o consulta.


O terapeuta, não decide, mas aconselha sobre uma situação particular. Oferece uma visão aberta de possibilidades sobre o tema que inquieta a pessoa, levando-a a explorar e a encontrar novas respostas para si mesma, permitindo que a pessoa possa utilizar e aplicar de acordo com o seu critério e necessidade.


Na gestão moderna, tudo aponta para que o executivo devesse alternar entre todas estas opções, segundo seja necessário para manter-se sintonizado quando atua junto da sua equipa levando-a a alcançar resultados. Por outro lado, dá a impressão de que, da mesma forma as pessoas recorrem a alguma das opções acima mencionadas, em algum momento da sua vida, quer seja para tomarem consciência das suas capacidades, como para se mobilizarem para maiores níveis de exigência ou para receberem uma orientação que lhes permita concretizar uma ação face a um tópico especifico.


Se olharmos para as três abordagens podemos identificar elementos comuns, que habilitam o ser humano a conectar a sua “realidade interior” e mobilizar o seu “potencial” face ao mundo exterior.

Assim, Coaching, Mentoring e Counselling são conceitos, práticas e experiências que estão disponíveis para todos aqueles que procuram uma oportunidade para ser diferentes, para alcançar níveis de competência e de realização maiores; um momento na vida, onde o nosso “Eu” se

liga com a emoção de algo maior, permitindo que nos transformemos numa melhor versão de nós mesmos.








25 visualizações